Tucanense garante presença do Brasil em importantes eventos internacionais de cinema

Joelma Oliveira Gonzaga, de Salvador, representará o país no Rotterdam Lab (Holanda) e Marcelo Filho, de Tucano, foi selecionado para o Cine Qua Non (México)

Marcelo Filho, 25 anos, é natural de Tucano e atua como diretor, roteirista e editor

O diretor, roteirista e editor Marcelo Filho, de Tucano, foi selecionado para o Taller de Revisión de Guion en Español, do Cine Qua Non Lab, no México, com o projeto “El Niño”, com uma Bolsa Paradiso. O laboratório, reconhecido com um “FilmCraft” da Academy of Motion Picture Arts, entregue a importantes organizações de formação, será realizado de 01 a 07 de fevereiro.

Marcelo Filho, 25 anos, é natural de Tucano e atua como diretor, roteirista e editor. Graduado em cinematografia com orientação em direção pela Fundación Universidad del Cine de Buenos Aires (FUC) na Argentina, realizou alguns curtas-metragens de ficção, dentre eles “Frente Fria” (2014), que participou da Short Film Corner do Festival de Cannes de 2015 e “Os Anos” (2016), nascido durante uma oficina com os cineastas Juan Villegas e Rodrigo Moreno, e selecionado pela FUC para distribuição internacional em 2017. Realizou também o “Projeto Bora?”, iniciativa coletiva, multimídia e de veiculação livre para a promoção da cultura sertaneja em sua cidade natal, Tucano.

Joelma Oliveira Gonzaga, de Salvador

Também com uma Bolsa do Projeto Paradiso, que tem como iniciativa apoiar os talentos do audiovisual brasileiro, a produtora Joelma Oliveira Gonzaga, de Salvador, representará o Brasil entre profissionais de 70 países no Rotterdam Lab, que acontece entre os dias 25 e 29 de janeiro, durante o Festival Internacional de Rotterdam, na Holanda. Joelma participará do laboratório,que oferece consultorias individuais, painéis e muitas sessões de networking. iniciativa de apoio aos talentos do audiovisual brasileiro.

Em 2019, a profissional baiana fez a produção executiva do longa “Prisioneiro da Liberdade”, de Jeferson De e do longa “Breve Miragem de Sol”, de Eryk Rocha, coprodução com a Argentina e França, e produzirá o longa “Incubo”, projeto escrito pela roteirista Jaqueline Souza, integrante da primeira edição da Incubadora Paradiso. A produtora estudou Arte com ênfase em Cinema pela UFBA e Roteiro Cinematográfico na EICTV – Cuba.

Projeto Paradiso – O Projeto Paradiso, uma iniciativa do Insitituto Olga Rabinovich, investe em formação profissional e geração de conhecimento com programas de bolsas e mentorias, além de cursos, seminários e estudos. Focado na internacionalização, o Projeto Paradiso atua por meio de parcerias com instituições de referência no Brasil e no mundo, criando oportunidades para profissionais em diferentes fases da carreira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui