Estudantes de Tucano lançam livro que aborda percepções do mundo atual

Foto: Ascom-Tucano/BA

Estudantes do terceiro ano do Colégio Estadual Luiz Eduardo Magalhães lançaram, a partir de uma proposta da Área de Ciências Humanas para as Atividades Curriculares Complementares (ACC), o livro digital “Percepções estudantis: desejos e esperanças”, que traz textos dos estudantes que evidenciam suas percepções do mundo atual.

Segundo o mentor do projeto e professor, Ademar dos Santos, a criação deste e-book impacta diretamente na vida dos estudantes que participaram do projeto, mostrando que “são capazes de se tornarem autores”. Eu diria que o impacto maior é para estudantes participantes desse projeto”, revela.

“A depender dos processos de descobertas desses estudantes acerca de que são capazes e de que podem se tornar autores, inclusive de suas vidas, teremos, indubitavelmente, uma reverberação em termos de município, porque são sujeitos construindo sua história e que, consequentemente, influenciam na questão social coletiva”, ressaltou.

Além da coordenação do professor Ademar, de sociologia, o projeto de ACC/Humanas foi proposto pelos professores Ana Cristina Cerqueira Silva, de Geografia, e Maria Conceição Pimentel dos Santos, de História.

Uma das autoras do livro, Marissol de Souza, disse que o e-book mostrou uma visão mais precisa, algo necessário para a vida pessoal e estudantil dos jovens.

“O e-book foi um projeto que, a princípio, achei que seria apenas um texto, mas, durante a construção do mesmo, mostrou uma visão mais precisa, algo necessário para a vida pessoal e estudantil dos jovens. Quando comecei a desenvolver esse trabalho, foi de extrema importância unir ideias gerais de vários jovens do núcleo estudantil. Espero, de coração, que possamos abraçar pelo menos uma parte do sonho de cada um”, disse.

“Ao final, olhei para trás e percebi o quanto nos sabotamos, colocamos pra baixo e achamos que não somos capazes de muitas coisas, tínhamos ideias pessimistas. Com esse projeto, comprovei que somos capazes de realizar qualquer que seja o desafio. Somos capazes de lutar por um mundo e uma vida melhor, tanto no quesito pessoal, quanto escolar”, explicou.

Ademar disse ainda que a escola pensa o ano letivo a partir de seus contextos que, ao longo do ano e durante a jornada pedagógica inicial, são percebidos, analisados e discutidos.

“Dessa forma, outros projetos, nessa perspectiva do ebook ou noutras, serão colocados em prática no desenrolar de outras atividades letivas em anos vindouros”, finalizou.

Read

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui